Airton T. Bovo

Certa vez encontrei em Curitiba, na Cruz do Pilarzinho, o poeta Paulo Leminsk...Tinha 20 anos, era a década de 80...

Quando falei que era estudante de Administração e disse que achava que isso não combinava com o meu interesse em fazer poesia, ele respondeu : “cara, tu vai administrar as palavras”...

Enfim, terminei o curso na PUC e, depois, fiz um metrado (inacabado) em Comunicação e Semiótica, imagino, pelo único prazer de cursar seis meses sobre Fernando Pessoa com o mestre Fernando Segolin.

Trabalhei em empresas – quase todas multinacionais – e em um banco (fui gerente operacional) antes de me tornar redator de propaganda nos anos 80.

Hoje e há 20 anos, sou empregado de minha própria empresa de comunicações. Escrevi meu primeiro conto infantil – publicado na Folha de São Paulo – em 1982; escrevi “O carro dos Pés”, livro infantil, (1985) “Para Poder Concretizar” (1980), trocadilhos poéticos ,edição minha em companhia do amigo Nilton Silvério (in memorian ) e produção da Regina Garjulli, e publiquei alguns poemas em revistas de literatura.

Tenho 56 anos, sou casado com a Christiane Gribel (escritora e redatora) e, com ela, curtimos e tentamos cuidar de nossos três filhos: Juliana, Matheus e Tiago.

Há 24 anos estamos juntos, sempre durmo as onze e ela lá pelas duas da madrugada. Sou Palmeiras e ela é Flamengo. Parafraseando o Chico Buarque, também gosto e costumo dizer que “sou funcionário e ela é bailarina, quando eu tchun no colchão; ela tchan no cenário”

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.