Alberto Neves de Melo


O autor sempre dedicou muito do seu tempo ao seu semelhante, lendo, consultando e reunindo informação, tornando possível o que poderia parecer impossível, encontrando caminhos e soluções e transformando a desesperança em esperança.Ainda acreditando e fazendo acreditar(pelo exemplo) de que a solidariedade existe.Também por isso, em 2007, ainda sem sequer imaginar que poderia ter um cancro, criou o blog  , já visitado por mais de um milhão e meio de internautas, fazendo actualmente parte da lista do Top 100 Nacional por média diária de visitas (weblog.com.pt), onde procura estar disponível e ao serviço de outros na blogoesfera, na transmissão de informação que considera útil.O cancro ou tumor maligno (o meu, embora agressivo, tem um nome simpático:GIST),confirmado em Maio de 2008, aos 44 anos, originou uma intensa transformação pessoal, permitindo-me RENASCER,VIVER em busca de uma natureza verdadeira e sempre mais esclarecida,procurando ver mais além (para além do azul do céu), saber quem sou,ganhar um novo sentido para a vida, enriquecido, continuando discreta e mais intensamente disponível  para quem mais precisa, procurando  ajudar os outros , partilhando esperanças, dedicando mais tempo à promoção da saude où à falta dela, tarefa que vai muito além da Medicina ou do Direito .Sinto-me como diz José Niza, no seu poema  imortalizado, desde 1974, na voz de Paulo de Carvalho:Quis saber quem souO que faço aquiQuem me abandonouDe quem me eskeciPerguntei por mimQuis saber de nós (...)

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.