Alexandre Faria

Alexandre José Neto Faria, nasceu a 7 de Outubro de 1984, em Palmela. Filho

de Mário Neto Faria e de Josélia Maria Neto Faria, suas origens provêm do Litoral Alentejano, mais precisamente, Santiago do Cacém (Lagoa de Santo André), com uma costela da peninsula de Setúbal (Fernão pó).

Sua infância e adolescência foi vivida em Palmela. Estudou na Moita (município de Setúbal), onde desenvolveu um gosto especial por literatura, apesar da sua queda para a área tecnológica, no que dizia respeito a futuro profissional. Em 1999, segue a sua formação entrando na Escola Profissional de Setúbal onde concluí o curso de Eletromecânica, em 2002.

No seu trajeto escolar sempre demonstrou grande interesse e aptidão para a literatura. Tem como ídolos literários: “Fernando Pessoa”, “Eça de Queiroz”, “Miguel Torga”, “Luís de Camões”.

É nesse ano ainda, que inicia a sua carreira profissional aos 17 anos. .Em Agosto de 2002 assina contrato com a TekBox, empresa onde deu o seu contributo profissional até 2010.Nesta empresa, desenvolve várias competências e qualificações o que o faz crescer como técnico. Sendo a sua ambição profissional elevada, foi durante esses anos que decidiu contínuar a sua formação, onde em 2005, entra para a AFTEM e faz o curso de Mecatrónica, concluindo em 2008.

Em 2004, por questões profissionais e pessoais, deixa a casa dos pais e vai viver para Corroios em casa própria. Em 2010 com a sua carreira profissional um pouco estagnada, confere um novo rumo, entrando para a ITT Portugal. Chegada a esta altura de sua vida, sente uma falta no seu íntimo. A poesia que foi sendo colocada de parte.

É durante este período que se muda para Santiago do Cacém, com o intuito de voltar às suas origens aonde se sentia bem e onde podia desfrutar dos seus hobbies, (Literatura “escrita poética”, Pesca, Ciclismo, ..). De tempos em tempos, rabiscava uns poemas que eram levados pelo tempo no papel que se perdia no seu ciclo de vida.

Entretanto, entra para a Petrogal – Refinaria de Sines, como Supervisor de Manutenção, tendo posteriormente passado a regime de turnos como Coordenador Técnico de eletricidade. É nesta altura que conhece sua musa. Após atravessar uma fase menos conseguida em sua vida, a nível pessoal e sentimental, a medos vai deixando entrar em seu coração a pessoa que viria a mudar por completo o seu caminho. Começa o romance, romance esse que alimenta a sua vontade de escrever. O seu talento teve finalmente reconhecimento e incentivo.

Durante esse tempo escreve uma série de poesias, “retratadas neste livro”, para a sua musa, entre outros pequenos excertos. Ela havia se mudado do Porto à Santiago, para estar junto do seu poeta. A sua vida pessoal e emocional se torna estável e casa com a sua musa, Vera Sousa. Passado pouco tempo, Vera convence Alexandre a publicar o seu livro, ao qual ele aceita a ideia. Por entre vários acontecimentos em suas vidas, essa edição foi sendo adiada, em certa altura, muito por causa de terem decidido ser pais, decisão que os levou a percorrer um caminho com altos e baixos até que nasce a Victória.

Atualmente a viver no Porto, após uma mudança na sua vida profissional, Vera inconformada com o facto de Alexandre não mostrar o seu talento ao mundo, pesquisa e entra em contato com editoras para o lançamento do Livro do seu amado e Poeta, ao que surge a oportunidade, com a presente editora.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.