Graça Dias

 Manuel Rodrigues GRAÇA DIAS (Beja, 1928). Fez o curso liceal em Viseu, para onde o pai, oficial do Exército, fora transferido após ter passado, por motivos políticos, pela prisão de Peniche e ter sido deportado para Angra do Heroísmo.Em 1949, iniciou a sua actividade como empregado bancário, em Lisboa, tendo vivido, de 1960 a 1975, em Moçambique, ao serviço da mesma instituição. Reformado, vive, actualmente, em Grândola.Ainda em Lisboa, foi director, em parceria, no Boletim Cultural do banco onde era funcionário, e aí publicou contos, crónicas e ensaios. Teve contos publicados pelo jornal República e outros lidos por Igrejas Caeiro no seu programa radiofónico Os Companheiros da Alegria e originais de teatro radiofónico interpretados na Rádio de Moçambique.Foi distinguido com o Prémio de Contos da revista Cigarra (Rio de Janeiro) e o Prémio de Contos da Câmara Municipal de Lourenço Marques (actual Maputo).Em 2013 publica Estórias de Vida (contos) na Chiado Editora e, em 2003, a novela Um amor traído na Editora Lugar das Letras. 

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.