Grande Querida

 Olhe, se pensa que vou dizer a minha data de nascimento desimagine-se! Que falta de chá alvitrar sobre a idade de uma senhora! Pronto já que insiste sou mais nova que a Lili Caneças e mais madura (nunca empregar a palavra “velha”) que a Miley Cyrus.Ora muito bem, Grande Querida é toda ela cosmopolita, uma criatura da metrópole, percebe? Jamais pisará em solo que não permita o uso do salto alto e à nascença já usava fraldas Victoria's Secrets. Foi crescendo magra (já disse alguma vez o quanto sou magra?) e perspicaz, atenta às coisas da vida, altruísta como só um Papa o é, e com um sentido estético apuradíssimo.Estudos? Sim, estudou imenso, principalmente em escolas, universidades, politécnicos e assim nesses sítios. Tem canudos vários, uma parede de diplomas e tudo e tudo...Nasceu para o vosso bem. O seu desígnio nesta vida é pôr a gorda ao caminho da magreza e intruí-la acerca das vicissitudes do cotidiano. Para tal Grande Querida partilha convosco todo um leque de conselhos, opinanços, e tudo e mais qualquer coisinha para que a gorda se torne ela também num ser magnífico e magro essencialmente. Por vezes tem acessos de sentimentos, parece uma pessoa até, mas depois conta até três e passa-lhe podem ficar descansados.“Cenas da Vida de Uma Grande Querida” surgiu assim, uma pitada de devaneios aqui, outra pitada de requintes de malvadez ali e humor desmesurado deste aqui até à contracapa.  

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.