Sérgio Peixoto

Nascido em Lisboa no ano de 1947 desde tenra idade demonstrou apetência para as artes.

Aos 4 anos desenhou um cavalo quase na perfeição e na adolescência começou a pintar em tábuas e pedaços de cartão. Com quinze anos iniciou-se na escrita e na poesia conseguiu as primeiras rimas que lhe preencheram os imensos momentos de solidão. Mas foi só em 2015 e uma carreira musical com mais de 40 anos que a literatura se tornou uma realidade depois de ter escrito vários livros sem nunca os publicar. Hoje é na ficção que encontra a liberdade e o espaço certo para explanar as suas ideias sem medo da controvérsia que as mesmas possam causar.

Este terceiro livro é uma chamada de atenção e um grito de revolta contra as más práticas contra os animais e o reconhecimento dos bons exemplos que são a excepção à regra e nos fazem pensar que vale a pena lutar Por Um Dia de Esperança.

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.