Clac!
€12,00   Papel

Clac!

Sinopse

“Comecei a circular pela sala, observando os detalhes de cada peça, como as taças de cristal de vinho tinto, jogo de doze, completo, os copos de uísque, também completos, as taças de champanhe, de vinho branco, de licor, tudo em dúzia e completos. Estava tudo ali. A cristaleira comprada numa barraca de antiguidade do vão livre do MASP, a poltrona estilo Luís XV estofada em tecido adamascado trazida da cidade de Tiradentes, o próprio piano meia cauda, Steinway, o sofá de couro marrom, o tapete bege, a mesa de jantar oval de oito lugares, com tampa de vidro e a base de madeira com detalhes em marchetaria, tudo em seu devido lugar, em uma clássica visão de rotina familiar, que, contudo, exalava um perfume que não me trazia nostalgia alguma. Reconhecia o ambiente como a palma de minha mão e, no entanto, tudo era distante e sem lembranças. Por mais que tonéis de vinho ou barris de uísque tenham passado pelos gargalos daquelas taças, e que minha boca, em momentos distintos e com variação de emoções, tenha se inebriado de seus buquês, aromas, sabores e sentidos, nada, nadinha mesmo, parecia ter me pertencido um dia. Nem mesmo o próprio apartamento, que estava em meu nome, parecia ter minha jurisdição de comando. Era como se eu fosse um fantasma que viveu com aqueles objetos, mas sem que nada fosse de minha apropriação, apenas de uso momentâneo e superficial. Aquilo que já fora meu um dia não fazia mais o menor sentindo, estava esmorecido e enterrado na calada de meu desânimo. Tudo e nada confluíam para a minha indiferença.”

Esta obra encontra-se também disponível como ebook. Siga o link:
Clac!

Obrigado pela sua visita

Antes de nos deixar, subscreva a nossa newsletter e fique sempre informado sobre os nossos livros.